R.I.P NOSSO Maracanã

RIP Maracanã

Um gigante povoava
meu sonho acordado

Sua marquise imensa
prendia o som
que era nosso

ERA TODO NOSSO.

Eu ainda pequeno
era ainda menor
uma ínfima parte
da massa
um pedaço daquela voz

QUE ERA NOSSA VOZ.

Oitenta, cem,
duzentos mil
parecíamos mais

JOGANDO EM CASA.

Mas esse tempo se foi.

Presos ao clubismo
talvez,
e às disputas eternas
perdemos flamenguistas, vascaínos, botafoguenses e tricolores

O QUE ERA TÃO NOSSO.

O monumento que matava no peito
nosso amor
que oferecia seu seio
no cimento da arquibancada
virou um arena sem graça
chata

ARENA ODEBRECHT.

Não arranca suspiro
para além do lucro
sempre insuficiente
sempre insuficiente
sempre insuficiente

DAS SUAS BRILHANTES CATRACAS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s