O futebol vive na segundona da Turquia

Era o início de uma sexta-feira típica em Istambul. O sol, ainda tímido, buscava a intensidade máxima após uma madrugada fria de outono. No tradicional bairro islâmico de Eyüp, poucos turistas ocupam as ruas. O trânsito de pedestres é intenso por entre as estreitas vias que compõem o tecido da região. Nas vitrines das lojas, a moda é outra. As cestas das mercearias vendem especiarias raras para os brasileiros.

Naquele complexo há uma mesquita importante para a comunidade local. É bom lembrar que elas não são apenas um templo religioso, mas parte de um complexo composto por diversos equipamentos públicos nos quais as pessoas não apenas oram – mas se encontram, celebram, lamentam e cantam.

DSC02346
Torcedores do Samsunspor demonstram esperança antes da grande final

Havia, diante da mesquita, uma série de homens trajados de vermelho e branco. Todos pediam por algo inaudível para quem não entende turco ou árabe. Aos poucos, multiplicavam-se pela região. Tinham flâmulas, bandeiras, estavam sorridentes. Suplicavam por algo que parecia estar próximo às mãos. O emblema do clube e o alvirrubro das roupas era mais uma camada de fé na alma de cada um deles.

O RIP Futebol Clube perguntou a um passante, o profissional de turismo Müjdat Ersavas, qual o motivo daquela aglomeração: “hoje é um grande dia para o Samsunspor. É dia de final contra o Antalyaspor para ver quem sobe à primeira divisão”. Em outras palavras: era dia de mata-mata na tradicional sexta da série B. Só que no limiar entre Ocidente e Oriente.

A segunda divisão turca funciona de uma forma um pouco mais emocionante que os pontos corridos tradicionais. Dezoito clubes disputam o campeonato em dois turnos de ida e volta. Os dois melhores ascendem diretamente à Süper Lig, que teve o Galatasaray, do delicado Felipe Melo, como campeão da atual temporada. As equipes que ficam do terceiro ao sexto posto duelam em semifinais e final. O vencedor desta série de mata-matas sobe, também, para a principal divisão da Turquia.

O Samsunspor, da cidade interiorana de Samsun, classificou-se em sexto lugar na fase de pontos corridos, enquanto o Antalyaspor passou na quinta posição. Nas semis, o Samsunspor amassou o Alanyaspor por um placar agregado de 9 a 1, enquanto o Antalya venceu o Adana Demirspor por 3 a 2 na soma dos resultados.

A grande final seria em Istambul, no estádio Başakşehir Fatih Terim. No vídeo ao rodapé deste relato é possível ter várias demonstrações de futebol real. Entradas duras, velocidade, dedicação e equilíbrio até o fim. Não havia bola perdida. Era, realmente, caso de vida ou morte. Ascensão ou estagnação.

A fé antes da partida
A fé antes da partida

A torcida – porque clube de verdade não tem fãs, mas torcedores – não parava de cantar diante de uma partida ríspida, com dez cartões amarelos e três expulsões. Carrinhos criminosos davam o tom de um jogo que valia muito mais que uma tubaína, mas conservava a veracidade das peladas de rua.

Mais incrível foi o enredo: um drama de tal envergadura não poderia acabar no tempo normal. O Antalyaspor abriu o placar com o senegalês Diarra, que completou espertamente a sobra de bola após um carrinho absurdo do adversário na entrada da área. No segundo tempo, já aos 27 minutos, o Samsunspor empatou com Etame, após roubada de bola no meio-campo. Os dois times buscaram o segundo gol até o fim, quando se descortinou uma inevitável prorrogação. Aos 11 minutos da primeira metade, Mataraci colocou o Antalya novamente adiante, mas oito minutos depois, o camaronês Etame igualou o embate por outra vez. Destino? Penais.

E foi ali que os apaixonados alvirrubros veriam, de vez, quem faria o grande milagre. Porém, a esperança derreteu-se na primeira cobrança de Niyaz. Özmen também errou sua chance e o Samsunspor caiu por 4 a 1.

O mais divertido: para suportar a pressão da Série A turca, o Antalyaspor quer apostar em Ronaldinho Gaúcho e Eto’o. Fanfarronice garantida em um dos países mais fanáticos do mundo.

Teşekkür ederim, Turquia, por nos mostrar que o futebol ainda respira em outros recantos do mundo.

Aqui, os melhores momentos – imperdíveis, por sinal.


#RIPFutebol

#VivaaTurquia

Por Rodolfo Araújo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s