Marcelinho Carioca é maior que o Messi, sim.

Durante o Boa Noite Fox, novo programa do canal Fox Sports, que contou com as presenças do ex-jogador Marcelinho Carioca e do atacante do PSG, Lucas Moura, o comentarista Mário Sérgio questionou Messi como jogador, segundo ele, que vive de lampejos, diferentemente do ídolo corintiano, mais constante, de acordo com suas palavras na atração.

“O Messi é de outro planeta. Não puder ver Pelé jogando, mas jogar contra o Messi…Uma coisa é ver pela televisão, videogame, agora jogar contra o cara, ver o que ele faz ali de perto é impressionante. Um talento de outro mundo, totalmente natural e um grande ídolo”, derramou-se em elogios Lucas, para então surgir Mário com uma opinião, digamos, polêmica, sobre o craque do Barcelona e da seleção argentina.

“Os tempos mudaram. Eu peguei ainda Müller, Silas, esse pessoal todo que jogava num ritmo de altíssima velocidade, um padrão de velocidade mais ou menos parecido com o que se joga hoje. Não é muito diferente, não. O Marcelinho veio depois. Você vê o futebol hoje, jogado, o Messi, por exemplo, eu cobro muito do jogador não viver só de lampejos. Cobro ser constante durante o jogo, porque aí ele está prestando um serviço constante ao conjunto. O Messi é um excepcional jogador, concordo com o Lucas, mas é um jogador de lampejos”, declarou.

E, na sequência, citou Marcelinho Carioca, com quem trabalhou no Corinthians, como uma espécie de modelo. “[Messi] não é um jogador como, por exemplo [apontando para Marcelinho], você, mais constante, que participava 90 minutos, armando, chutando, batia falta, escanteio. Mudou-se muito o conceito do que é um jogador fora de série. O que temos de referência hoje é o Messi. Eu via na tua época muito mais jogadores”, finalizou o raciocínio.

Perguntado por Mário se hoje é mais fácil um jogador ser rotulado de craque, Marcelinho disse que sim: “com certeza”. E fez coro à opinião do comentarista da Fox: “Messi tem muita velocidade, ele realmente faz muita diferença, mas ele [Mário Sérgio] fez uma colocação de constância. Teve alguns jogos que ele não conseguiu…”.

“Nós vimos na Copa do Mundo o Messi sendo considerado o melhor jogador da Copa sem ser, abaixo, vivendo de lampejos”, enfatizou Mário Sérgio, para discordância de alguns ali, entre os quais os comentaristas Paulo Vinicius Coelho e Mauro Beting

“Eu não me conformei muito com a história da constância do Messi”, comentou PVC. “Eu não conformei com nada”, acrescentou Beting. “Para não falar de memória, fui procurar direitinho [dados]: 58 gols e 28 assistência, passes pra gol na temporada. É muita coisa. A Copa do Mundo eu tô de acordo que estava um pouco abaixo, porque estava abaixo, fisicamente, também”, destacou Paulo Vinicius. “Tô com o PVC, discordo do Mário. Messi é de um nível de constância absurda. Duas jogadas do Messi valem por 600 de nós”, opinou, Mauro.

O próprio Lucas Moura, que foi quem elogiou o craque argentino, com a experiência de tê-lo enfrentado, inclusive, em jogos de Liga dos Campeões, também fez a sua ponderação ali: “é difícil Messi viver de lampejos o jogo inteiro. Pela rotação que joga, essa constância não dá, é jogador pra definir. Ele recebe a bola, define ou alguma coisa ele vai fazer”, analisou.

original da Uol, por Rogerio Jovaneli. 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Marcelinho Carioca é maior que o Messi, sim.

  1. O Messi vive de lampejos sim, só esqueceu de dizer que é em média uns 30 lampejos por jogo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s