O maior campeão brasileiro de 2001 (ou: Chupa, Folha)

Imagina se um dia você recebesse uma grana pra escrever no “maior” jornal do Brasil sobre a final do Campeonato Brasileiro? Parece um sonho, né? Mas teve um gênio que conseguiu transformar essa honra num desserviço ao futebol. Em 2001, ressaca da João Havelange, também teve regulamento confuso. Eram 28 times, mata-mata de quatro clubes que viraram oito, dois subindo, Romário artilheiro… e o glorioso Furacão de Geninho na final contra o improvável São Caetano de Picerni.

atletico pr 2001
Todo respeito pelos campeões!

Daria pra falar de Serginho, Magrão e Esquerdinha. Daria pra destacar Cocito (ai que saudade!), Kléberson comendo a bola e Alex Mineiro. Ou então o charme da Arena da Baixada, ainda um estádio de verdade. Ou o público exato (e sonegado) de 20 mil no Anacleto Campanella. Quem sabe ainda uma ode a dois times que quebraram a lógica de finais de times já manjados. Uma ode ao justíssimo e grande título do Atlético (e a barriga do Geninho comemorando. Véspera de Natal. Aquela ceia toda). Mas não…  

A Folha resolveu colocar uma manchete chamando a final de “menor da história”. Menor por quê, sabichões? Menor é a cabeça do seu… repórter. Essa carta de um torcedor do Furacão desanca o jornalista e vale a pena ser lembrada. Disseram até que o autor do texto foi “cordialmente banido” de Curitiba e arredores pelas alas radicais da torcida rubro-negra. Pesado. Não é querer passar panos quentes, vejam bem. É só que o cara errou, quem nunca? Quem nunca acerta quando o assunto é futebol (entre outros) são esses jornalões e seus primos da telinha. Mas porra! Esperar o que dos caras que até a ditadura apoiaram? Esses caras não entendem nada. Uma final de brasileiro é só uma Final de Brasileiro. E isso é grande demais, porra! Sacam aquele poema do Alberto Caeiro? Então… O rio da minha aldeia não faz pensar em nada. Quem está ao pé dele está só ao pé dele. P.S.: sobre jornalismo de verdade, esse vídeo é de um ano antes. Que ataque! Que reportagem! Tem até um padre!!! Vê se aprende aí, Tiago Leifert.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s