Lugar marcado é coisa de cinema

O sujeito trabalha a semana inteira, de calça.

Pega a condução meio cheia, meio sauna.

Segura a porta do elevador.


Resolve as paradas,

Diz ao chefe que sim, se explica.

Lembra que à noite tem jogo

quando sai pro almoço.

 

Pesa o prato na balança: salada

Nesse jogo deu merda: 7 feridos leves porque o alambreado cedeu. Mas como era linda a avalanche.
Nesse jogo deu merda: 7 feridos leves porque o alambreado cedeu. Mas como era linda a avalanche

e paga

Outro dia sem graça

Maçante

 

“Mas de noite tem avalanche”

 

O risco pequeno de ser esmagado

A massa gremista no alambrado

A vida humana ladeira abaixo

 

Em vez disso, ele olha o ingresso.

Seu lugar, marcado

E caminha ordeiro e em desgraça

Pra cadeira que lhe foi designada.

 

Essa foi a última avalancha no Olímpico (mais um estádio posto abaixo).

Que bonito era a torcida inteira na bagunça.

#RIParquibancada #RIPavalanche

Anúncios

2 comentários sobre “Lugar marcado é coisa de cinema

  1. Muito legal o texto. Sabe o que me intriga e que saio gritando por aí e chamando as pessoas de burro? É que no Olímpico, com 50 anos, vá lá, sempre teve avalanche e deu tudo certo. Na primeira avalanche da Arena o alambrado rompeu e houve feridos leves. Qual a solução? Reforçar o alambrado e deixá-lo como o de 50 anos atrás? Não, colocar grades e proibir a avalanche! Mas que coisa de gente mais burra! Indignado!!! Abraço e continue assim.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s