Quem foi o lazarento que revogou a Lei de Gérson?

gerson-faz-propaganda-de-marca-de-cigarro-1298057315017_1024x768_Fotor

Em algum momento da história do futebol, ele se tornou o retrato mais bonito e fiel da nossa sociedade. Um prato cheio para sociólogos ou outros capazes: era só assistir um Fla x Flu que a psiquê do Brasil contemporâneo se desvelava.

Talvez o exemplo mais bem acabado da simbiose futebol-sociedade seja a Lei de Gérson.

A finada Lei de Gérson.

Ou alguém imagina o Kaká, ex-camisa 8 da seleção, estrelando um comercial de cigarros? E cravando: “eu gosto de levar vantagem em tudo”.

Ah, que bons tempos em que não havia heróis nem vilões. E os julgamentos exigiam dois ou mais neurônios. Hoje os neurônios são espectadores ou do bom-mocismo rasteiro e moleque do asséptico Globo Esporte e suas filiais ou do tecnicismo à la Champions League da ESPN (com suas boas e raras exceções).

E a lei da moda é a tal daquela responsabilidade fiscal. É mole? Avisa lá o Tim Maia que o Brasil se superou: depois do pobre de direita, agora tem torcedor economista da Escola Austríaca (fregueses, diga-se de passagem).

Nessas horas eu tendo a concordar com a galera do “7 a 1 foi pouco”. Não dá uma gastura? Não dá vontade de assistir esse 1 minuto e meio aí em cima toda quarta à noite?

Sem o Canhotinha de Ouro e sua Lei, o futebol leva desvantagem em tudo.

p.s.: na comemoração, olha o maldito cigarro na boca do assistente técnico. E como o blog tem recato, nem vamos reproduzir a faixa focalizada na volta ao meio-campo.

#RIPGérson #RIPfutebol

por Marcelo Modesto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s