Quando tinha brasileiro na final da Libertadores a Globo NÃO passava porra de filminho

Pode parecer incrível, mas havia uma época em que quando tinha final de campeonato graúdo, não interessando se times do eixo-Rio São Paulo estavam no certame ou não, os grandes canais da TV aberta passavam o jogo e não tinha conversa.

Transmitiam porque o que importava era o futebol, era a grandeza da partida. O Brasil parava e assistia. Conhecíamos times de outros estados, escolhíamos para quem iríamos torcer, entendíamos o quanto eles eram importantes para o futebol brasileiro, enfim, apreciávamos ele: o futebol.

A TV Globo escalava seu primeiro time para toda e qualquer final — que hoje só é escalado para amistoso da Seleção Brasileira na Suíça e olhe lá (tá difícil botar esses caras mais pra trabalhar).

O bordão “O Criciúma é o Brasil na Libertadores!” tinha tanto peso para os amantes do futebol quanto o verso “Verás Que Um Filho Seu Não Foge à Luta” tem para o hino nacional.

Hoje até o bordão foi banalizado, e o Galvão Bueno só o brada — se é que ainda o brada — para angariar um pouquinho de audiência para algum jogo perdido no espaço-tempo que empurrou o episódio da Grande Família pro dia seguinte.

Porra, imagina se existisse na década de 80 essa praga de não mostrar a partida decisiva envolvendo o time do outro Estado ou, pior ainda, passar filme escroto de Hollywood em plena quarta-feira à noite…

Eu não teria visto o Grêmio de Leão e Renato Gaúcho nos embates históricos contra o Flamengo do Zico… Nem teria visto essa sangrenta final da Libertadores de 83 (no vídeo acima, com direito a Galvão narrando o Renato Gaúcho dando soco na cara de uruguaio depois de ser expulso).

Hoje, quem não tem o pay-per-view está condenado a ver Homem de Ferro 3.

Porra, a célebre final do Brasileiro de 1985 entre Coritiba e Bangu passou no horário nobre numa época que não havia opção, internet, gato Net, DVD, nada! O que o Brasil tinha na TV? A final do campeonato mais importante do Brasil e PONTO FINAL, puta que me pariu.

Hoje o que importa é o ibope do torcedor do Rio ou São Paulo (mais especificamente: Flamengo e Corinthians) em detrimento do esporte que esses times praticam. Esse esporte, meus amigos, não existe mais, desapareceu, evaporou… foi assassinado.

E a senhora TV Globo também tem as mãos sujas de sangue.

#ripfutebol

por Daniel “Zé Cachaça” Rimoli

Anúncios

2 comentários sobre “Quando tinha brasileiro na final da Libertadores a Globo NÃO passava porra de filminho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s